Andrei-Moschetto

A oficina intitulada “ERRO, logo existo (ou O erro como amigo de cena)” considera que um fator primordial para a criação de cenas improvisadas é que elas estão sempre propensas ao erro. Não há roteiro, não há certezas e várias coisas podem dar errado. Como é possível deixar de temer que um erro possa estragar sua apresentação e poder usá-lo como força criadora? A oficina pretende responder a esta pergunta usando os erros para construir cenas inéditas.
Currículo: Andrei Moscheto é diretor de teatro, com formação em interpretação pela UNICAMP e em direção teatral pela FAP – Faculdade de Artes do Paraná. É diretor e fundador do grupo de comédia Antropofocus, sediado em Curitiba há quase 16 anos.
Começou a atuar profissionalmente em 1991, já ganhando o Troféu Gralha Azul 2002 de Melhor Ator Coadjuvante pela peça “Cãocoisa e a coisa Homem”, dirigida por Aderbal Freire Filho. Foi diretor de palco e codiretor geral do Coral do HSBC (entre 2005 e 2010), diretor de espetáculos musicais em Curitiba e dirigiu o Concerto em Ri Maior, espetáculo de maior sucesso do grupo Cia dos Palhaços.
Como improvisador, participou dos principais projetos desta área no Brasil. Foi um dos atores do programa de TV “É tudo Improviso”, na Bandeirantes. É convidado frequente da Cia Barbixas de Humor, atuando como jogador ou Mestre de Cerimônias. Também participou de espetáculos como Jogando no Quintal, Noite de Improviso, Santo Improviso e é diretor da Impro DNA, uma empresa em sociedade com Daniel Nascimento, especializada em trazer formatos internacionais de improviso para o Brasil.

Cidade: São Paulo
Local
: Teatro dos Arcos
Datas: Dia  17 de Agosto de 2016

Ministrante:  Andrei Moscheto
Duração: 240 minutos
Classificação indicativa: Atores acima de 16 anos com experiência em improvisação

  • Serviço:
    Oficina de Improvisação, com Andrei Moscheto
    Local: Teatro dos Arcos (Rua Jandaia, 218. Bela Vista. São Paulo-SP)
    Dia: 17 de agosto de 2016
    Horário: 18h às 22h
    Nº de vagas: 20